Morte de cabeleireira alerta para doença rápida e fatal

A morte da cabeleireira Néa Vasconcelos, de Salvador, na Bahia, além da perda de uma vida, soa também como alerta para uma doença silenciosa, mas que pode ser fatal, como infelizmente aconteceu com essa paciente, trazendo à tona a necessidade de informar sobre a Leucemia Mieloide Aguda (LMA) e os riscos.

Leucemia Mieloide Aguda (LMA) é um tipo de câncer que pode ser muito agressivo e matar mais rápido do que muitas outras doenças, ou outros tipos de câncer. No caso da cabeleireira, por ser uma doença que não manifesta muitos sintomas, especialmente na fase inicial, quando o organismo dá sinais de que algo não está bem, a ciência pode já não ter tempo de salvar a vida. Nessa doença, a medula óssea e o sangue são afetados.

O diagnóstico precisa ser feito o quanto antes, mas por conta da falta de sintomas realmente evidentes, as pessoas podem não perceber, só quando é tarde demais, porém, as informações são para que todos fiquem atentos caso apresentem tontura, fraqueza, sangramentos sem uma causa que justifique, baixa imunidade, devem consultar um médico e fazer exames de rotina, como o hemograma completo.

Em pessoas adultas, segundo estudo realizado pela Pfizer no Brasil, cerca de 1% da população adulta são diagnosticadas com LMA, isso porque é considerada uma doença rara.

Em 2010, a famosa atriz Drica Moraes recebeu o diagnóstico de Leucemia Mieloide Aguda (LMA), ela teve de ser submetida a um tratamento severo, na tentativa de não ter de fazer transplante de medula óssea. Mesmo seguindo rigorosamente todas as orientações médicas, além das restrições alimentares para não comer alimentos sem cozimento e nem receber flores, a intenção de poder dispensar um transplante não deu certo.

Hoje, o mais importante é que, após toda batalha, a atriz Drica Moraes se encontra restabelecida e a própria já disse que não está mais precisando se poupar das coisa, garante que está 100% saudável, o que é muito bom, além de ser uma esperança para todos os pacientes diagnosticados com LMA.

A atriz Drica Moraes foi diagnosticada com uma leucemia mieloide aguda em 2010. A atriz se submeteu a um tratamento para tentar evitar o transplante de medula óssea, mas não teve muito sucesso, já que não atingiu o efeito esperado. Após passar por quimioterapia e o transplante de medula óssea, a artista teve algumas privações, como comer alimentos crus e receber flores.

Na época, Drica pediu que todas as informações sobre seu estado de saúde ficassem restritas à família e à equipe médica. Hoje, ela conta que não precisa mais se poupar de nada e afirma já estar 100%.

Written by Silvia Cardoso

Professora Silvia, dou aulas no periodo vespertino e escrevo noticias nos sites da rede Maetips. Mãe de dois meninos, Lucas e Renato de 6 e 12 anos. Sejam muito bem vindos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

GIPHY App Key not set. Please check settings