Uma mãe morreu após dar à luz seu sétimo filho. Durante seu funeral, seu bebê acaba em mãos improváveis…

Emilie Larter uma britânica recém formada, de 22 anos, foi à Uganda para trabalhar como voluntária em um orfanato.

Em uma vila de Butagaya, uma hora do orfanato, uma mãe morreu no parto deixando o bebê recém nascido e outros seis filhos.

Como não havia ninguém para cuidar do pequeno, ele foi entregue aos funcionários do orfanato em acordo com as leis locais.

Emilie instantaneamente se afeiçoou ao pequeno e decidiu chamá-lo de Adam. Logo sentiu o desejo de adotá-lo.

A jovem de 22 anos se tornou a responsável pelo bebê de poucos dias de vida. 24 horas por dia, sete dias por semana, Emilie estava ocupada cuidando dele. Ela o alimentou, trocou suas fraldas e acordava à noite para acalmá-lo.

“Cheguei em Uganda em agosto de 2014 para um trabalho voluntário de dois meses com crianças. Tinha acabado de terminar a universidade e tinha muitas outras aventuras planejadas pelo mundo. No entanto, a vida tinha um plano diferente para mim”, explica Emilie

Os meses seguintes foram muito difíceis para Emilie. Ela conseguiu ficar mais 2 meses na Uganda, mas tinha que voltar para a Inglaterra para a sua graduação. Depois de uma semana, ela deixou a Grã Bretanha e retornou à Uganda para ver Adam de novo.

Emilie deixou novamente a Uganda e passou o ano seguinte trabalhando duro para levantar dinheiro suficiente para sustentar seu futuro com Adam.

No fim, ela se mudou de volta para Uganda, encontrou trabalho como professora em uma escola internacional e até terminou com seu namorado. Ela não conseguia mais imaginar sua vida sem Adam.

“Em Uganda, você precisa morar com a criança por pelo menos um ano antes de adotá-la”, explicou a jovem que se mudou para o país em agosto de 2016.

 

 

Infelizmente tiveram cortes na escola e  Emilie foi demitida pouco antes do Natal do ano passado. Com isso, ela criou a campanha de financiamento coletivo, além de contar com o apoio da família.

Ela recebeu uma boa quantidade de doações para realizar seu sonho de adotar Adam.

Até agora, mais de US$ 35 mil (aprox. R$ 110 mil) já foram doados. Ela planeja usar o dinheiro para se tornar a mãe legal de Adam.

10 fotos com que pais e mães podem se identificar. O nº 2 passou por algo ruim

Esses 12 pais são simplesmente fantásticos! O nº 2 foi com tudo