Um garoto bateu em sua filha de 4 anos… as palavras que ela ouviu no hospital a deixaram inflamada

Todos sabemos que as crianças quando estão brincando podem acabar machucando a outra. Algumas vezes é sem querer, mas algumas crianças agem de maneira rude.

O dever de uma pessoa adulta é de interferir e impedir que um acidente aconteça.

E é dever dos pais ensinar aos filhos o que é certo e errado.

Em Ohio, Merritt Smith ficou muito brava porque um garoto bateu em sua filha de 4 anos de idade. Ela não gritou com a criança que bateu em sua filha. Apenas pegou sua filha e a levou ao hospital para dar pontos no machucado.

No hospital, um enfermeiro disse à menina que, provavelmente, o garoto devia ter um motivo para lhe bater.

“Aposto que ele gosta de você”, gracejou ele.

Merritt voltou do hospital com sua filha, ela explicou toda a situação em uma publicação em uma rede social.

“Bater é um sinal de amor”

Caro senhor da recepção do hospital  infantil. Tenho certeza que você não entende totalmente o sentido deste testemunho. Assim que ouvi suas palavras, percebi de onde a violência doméstica vem. Desde a infância, fixamos na mente de uma criança que ataques físicos e relacionamentos são incompatíveis. Minha filha de 4 anos de idade é um bebê ainda, mas eu quero que ela saiba que não é dessa maneira que mostramos que gostamos de alguém. Você não deveria ter dito aquilo.

Naquele momento, ela estava ferida e em um ambiente novo, e estava preocupada por ter que levar alguns pontos. E você era a pessoa que deveria nos ter apoiado. Mas as suas palavras de conforto foram que se alguém te ama, esse alguém pode te ferir. Não deixarei que esse tipo de pensamento seja algo normal para minha filha. Não deixarei aquelas palavras tomarem o lugar de “Não é assim que demonstramos que gostamos um do outro.”

 Se você entende isso ou não, saiba que tais frases influenciam muito uma criança. Naquele momento, claro, você pensou que tinha aliviado o sofrimento dela. Porém, é hora de termos responsabilidade pelos esteriótipos que a sociedade dá a nossas crianças. Não quero que seja dito à minha filha de 4 anos de idade, que precisava tomar pontos em seus ferimentos porque um garoto havia batido nela na escola, que “Bater é sinal de amor.” Não, não é.”

Mais de 35,000 pessoas compartilharam a postagem de  Merritt e ela recebeu centenas de comentários de apoio.

 

O bebê de 14 meses caiu na piscina e teria se afogado se não fosse por ESTE herói…

Bebê chora sem parar, e pais ficam chocados quando descobre o motivo