Tomar banho com os pais provoca sentimentos confusos nos filhos?

A nudez dos pais, em momentos como o banho gera uma grande dúvida em várias famílias. Devemos ficar despidos diante dos filhos?

O assunto é discutido por muitos especialistas e mesmo entre eles, causa controvérsias, alguns acreditam que tudo vai de acordo com os valores da família, e que caso não gere nenhum constrangimento para nenhum dos entes, pode ser natural.

Mas alguns estudos comprovam que até 3 ou 4 anos de idade, seria o máximo de tempo que os pais poderiam cultivar esse hábito, porque a a partir desta idade as crianças começam a perceber com maiores detalhes o próprio corpo, e a diferença com o corpo adulto.

Enquanto bebê, pela praticidade, muitas mães e pais acabam levando os filhos junto para o banho, assim facilitam o trabalho, já que nesta fase a criança precisa de apoio total durante a higiene.

A partir de 3 ou 4 anos de acordo com cada criança, elas começam a despertar interesse em entender as diferenças e por muitas vezes podem inclusive tocar (ou tentar), no corpo dos pais, para elas é natural, já que a sexualidade ainda não está desenvolvida.

Entretanto especialistas afirmam que para muitas crianças, podem começar a surgir os constrangimentos e os pais devem estar muito atentos.

Se a criança demonstrar vergonha, ou desconforto, está na hora de respeitar seu tempo, e a parti dai deixá-la mais livre para seu momento. E neste caso o ideal que os pais fiquem do lado de fora e e vestidos, para que ela entenda que aquele momento é apenas dela.

Nessa hora pode-se ensinar de forma objetiva e sem se estender muito, que outras pessoas não podem tocar nas suas partes intimas.

Quando esse momento da criança é bem entendido e respeitado, ela compreende que existem limites entre as pessoas, e poderá identificar com maior facilidade algum contato inadequado por parte de outra pessoa.

 

Existem situações que não podem ser evitadas, como uma passeio onde não exista outra forma de se vestir ou banhar sem estarem juntos. Nesses casos deve-se agir com naturalidade, também tentando não dar muita enfase a nudez.

Caso a criança venha a fazer perguntar sobre o corpo, o ideal é responder sem detalhar demais, tudo no tempo da criança. Se ela não se sentir invadida em sua privacidade e nem exposta a situações de erotização precoce, a nudez não deverá ser um tabu.

Vale lembrar que se a situação trouxer desconforto ou dúvidas exageradas tanto nos filhos quantos nos pais, o ideal é sempre procurar a ajuda de um especialista.

Written by Silvia Cardoso

Professora Silvia, dou aulas no periodo vespertino e escrevo noticias nos sites da rede Maetips. Mãe de dois meninos, Lucas e Renato de 6 e 12 anos. Sejam muito bem vindos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

GIPHY App Key not set. Please check settings