Pessoas boas perdoam mil vezes, mas, quando vão embora, nunca mais voltam

É preciso ter em mente que por mais que alguém te ame, é impossível ser perdoado para sempre.

Algumas pessoas tem uma tendência a abusar da boa vontade das outras, e geralmente fazem isso com aquelas que mais as amam, justamente porque tem a sensação de que o outro nunca irá desistir delas.

O fato de ser perdoado constantemente, também causa uma falsa impressão de que não há limites para o que o outro possa aceitar e relevar.

As pessoas boas, por sua vez, quando amam de verdade, fazem o possível (e impossível), para fazer com que os relacionamentos deem certo. E isso inclui até mesmo aceitar os abusos e excessos do outro.

Esse tipo de relação ocorre tanto no âmbito amoroso, quanto familiar, social e profissional. Onde um lado exerce um “poder” maior sobre o outro.

As pessoas boas, geralmente são mais puras e acreditam que os outros irão lhes retribuir a consideração na mesma intensidade. O afeto, a dedicação e até mesmo a paciência dispensada, mesmo que não solicitada, é dada de bom grado, com o coração aberto, com a intenção apenas de fazer o outro feliz, e com isso a pessoa boa, fica igualmente satisfeita.

Mas com a vida cada vez mais competitiva, muitas pessoas, não sabem valorizar esse tipo de comportamento e acabam aproveitando de forma negativa a benevolência do outro. E ai começa a se exceder, com palavras, com atos, com descaso, com humilhações.

Ai que está o grande problema, “Ninguém vai perdoar para sempre”. Por melhor que uma pessoa seja, por mais que ela te ame e queira de todo coração que as coisas funcionem, um dia ela vai cansar dos seus desmandos. E neste dia, ela vai acordar para outras realidades, sejam outros amigos, outros amores, outros empregos.

A pessoa boa vai embora um dia. As pessoas boas são positivas e alegres, e esse seria um ponto importante para compreender. Ao mesmo tempo que ser positivo facilita o ato do perdão, quando essa pessoa entende que a relação é destrutiva e não terá futuro diferente, ela automaticamente se programa para mudar, e muda.

Um dia a pessoa boa vai embora. Se essa pessoa boa for importante para você, aproveite o tempo e mude você. Ou conviva com o adeus.

Written by Silvia Cardoso

Professora Silvia, dou aulas no periodo vespertino e escrevo noticias nos sites da rede Maetips. Mãe de dois meninos, Lucas e Renato de 6 e 12 anos. Sejam muito bem vindos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

GIPHY App Key not set. Please check settings