“O HOMEM CORREU ATRÁS DE NÓS CHEIO DE FOGO”, DIZ BEBÊ DE 2 ANOS

Compartilhe em seus Grupos do Whatsapp

O pequeno Kaio Phierre dos Santos foi um dos sobreviventes da tragédia na creche em Minas Gerais.

Não para de chegar novas informações sobre a tragédia que abalou o Estado de Minas Gerais e também todo o Brasil. O crime que levou crianças e adultos a morte, choca porque além do ato covarde, a pessoa que provocou o incêndio era um funcionário da creche que trabalhava com as crianças desde 2008.

O pequeno Kaio de 2 anos, mal sabe falar e contou assustado o que ele viu;

 “Desculpa mãe, desculpa mãe, o homem correu atrás de nós cheio de fogo”.

Disse o menino para a mãe, Andrea Rodrigues Monção, 33 anos, que estava muito abalada em ver seu filho narrando os acontecimentos.

Uma criança deveria estar vendo desenho animado, brincando e sendo preservado dentro da creche municipal, mas o vigia Damião Soares dos Santos, 50 anos, fez com que tantas vidas sofressem com o ato criminoso do incêndio.

continua após esse anúncio ⤵

Em entrevista concedida ao portal G1, a mãe de Kaio, Andrea, contou como recebeu a notícia do incêndio na creche em que ela deixou o filho de manhã para ir trabalhar. “Eu estava no serviço, quando me ligaram e disseram ‘corre Andréa, que só tem menino morto no chão’”.

Das 38 pessoas que precisaram ser internadas no Hospital Regional, 25 delas são crianças, o que torna o trabalho dos profissionais e bombeiros que fizeram o resgata ainda de maior comoção.

Outra mãe também falou sobre como foi encontrar sua filha Maria Rita, “Eu cheguei e encontrei ela sufocando, o fogo já estava apagado, também fiquei sufocada procurando ela, e encontrei ela no cantinho”.

O homem que ateou fogo, o vigia, estava afastado do trabalho por motivos de ordem psiquiátrica, mas ainda não foi revelado qual tipo de transtorno ele foi diagnosticado.

Qual sua opinião? Comente no final ⤵




Compartilhe em seus Grupos do Whatsapp

Comente aqui ⤵


Touca da filha de Eliana é deixada no Santuário de Aparecida

Número de crianças mortas em creche sobe para 9