Foto: Reprodução

Morre professora que tentou salvar crianças em creche de MG; nº de mortos em incêndio são 7 bebês ao total

Compartilhe em seus Grupos do Whatsapp

A professora Haley Abreu de 43 anos, infelizmente não suportou os ferimentos que atingiram 90% do seu corpo, praticamente todo o corpo foi queimado. Ela faleceu aumentando a lista de vítimas do incêndio criminoso na creche ontem, na cidade de Janaúba, interior de Minas Gerais.

Com a morte da professora, sobe para 7 as vítimas mortas na tragédia que devastou famílias, amigos e parentes, além de toda a população que está em choque com a crueldade do vigia que provocou o incêndio, Damião Soares Santos de 50 anos.

A professora Haley tentou evitar que o incendiário cometesse o crime, ela usou de toda a sua força para impedi-lo, essa atitude evitou um mal ainda pior, com mais mortes.

Uma menina de 4 sobreviveu com 80% do corpo queimado, embora ainda esteja correndo riscos, ela revivei após ter sido dada como morta.

Em meio a tanto sofrimento em que a população brasileira está totalmente inconformada com o ocorrido, uma notícia que comoveu a todos. A menina Cecília Davina Gonçalves (4 anos) sobreviveu.

continua após esse anúncio ⤵

Comentários sobre a dedicação e a coragem da professora chegam a todo instante. A população sabia o quanto a professora amava a profissão, uma perda que abalou ainda mais as pessoas, pois ela não mediu esforços para tentar evitar a tragédia, nem mesmo pensou em si, apenas quis defender as crianças.

As crianças que tiveram suas mortes decretadas são: Juan Pablo Cruz dos Santos, Luiz Davi Carlos Rodrigues, Ruan Miguel Soares Silva e Ana Clara Ferreira Silva.

Uma das crianças fazia aniversário no dia em que morreu, ontem. Por conta de um ato criminoso essas famílias estão vivendo a pior dor.

Qual sua opinião? Comente no final ⤵




Compartilhe em seus Grupos do Whatsapp

Comente aqui ⤵


Menina dada como morta em creche de MG ‘revive’ e gesto comove o Brasil

‘Ela foi uma verdadeira heroína’, diz prefeito sobre professora morta em tragédia de Janaúba.