Método da Terapia do Abraço se mostra eficaz no combate às birras. Aprenda:

A Terapia do Abraço é uma forma de compreensão, sem minimizar ou enfatizar os sentimentos negativos da criança.

Os bebês passam por várias fases, em todas elas as mamães e os papais precisam observar para informar ao médico pediatra qualquer alteração que não seja comum no comportamento dos bebês, mas é preciso considerar que algumas práticas terapêuticas são interessantes  e podem ajudar a acalmar o bebê, por exemplo, a técnica indiana Shantala, que é uma massagem que tranqüiliza, fortalece a segurança e o elo da mãe com o filho. Ideal para bebês que dormem pouco a noite.

Terapia do abraço é grátis, fortalece os vínculos e acalma as birras.

Nas crianças maiores que estão deixando de sem bebê, quer dizer, a partir de 1 ano de idade aos 5, gostam de fazer birra, às vezes como uma forma de defesa, um modo de dizer que quer ou não alguma coisa. Só que para os pais, o excesso de chiliques dá nos nervos, principalmente depois de um dia de trabalho difícil.

Muitas crianças descobrem que a birra para eles é útil e começam a intensificar para chamar a atenção e se impor.

Pais que aplicaram a terapia do abraço comentam que aos poucos notaram os efeitos. Os filhos e filhas foram ficando mais calmos, menos agressivos.

Por trás da técnica do abraço está uma significativa expressão de afeto, proteção e compreensão que não é falada, além disso, o abraço desenvolve na criança a empatia, o carinho aos pais que mais tarde será estendido para todos como cidadão que tem mais calma diante do não.

Para a técnica dar certo, antes de iniciar, observe os principais motivos da birra ou agressividade. Pense antes de dizer NÃO para os filhos e tente depois não esmorecer, caso se arrependa, em outro momento ofereça algo similar e não a mesma coisa. Esse é um bom momento para abraçar, após a criança se acalmar, sem dizer nada, apenas abrace.

Hormônios do bem-estar são liberados pelo corpo e a criança passa a se sentir melhor.

Para provocar namorado, jovem ateia fogo na própria casa com três filhos dentro

Caso de racismo nos EUA: Menina negra tem o cabelo raspado na escola sem autorização dos pais