Mãe “reúne” a filha que morreu em 2016 usando realidade virtual; vídeo emocionante

Jang Ji-sung, é uma mãe sul coreana, que perdeu sua filha em 2016.

A menina tinha 7 anos de idade quando morreu de uma doença (os detalhes sobre a doença não forma revelados pela família).

Agora, utilizando da tecnologia, a  mãe teve um ‘reencontro’ com a filha.

O ‘encontro’ emocionante, foi promovido por um canal de televisão que utilizou a tecnologia chamada ‘realidade virtual’, e fez com que a mãe tivesse a sensação de estar com a filha.

A espécie de ‘’conversa’’ das duas foi filmada e deixou todos muito emocionados, e nela a menina disse a mãe que agora não sentia mais dores, e que estava bem.

Depois de um tempo ela disse à mãe que estava cansada e que iria descansar.

A mãe que foi às lagrimas, disse para a filha que sentia muita saudade e falta da menina.

Depois da viver a experiência, a mulher disse que aquela forma de ‘reencontro’ a fez lidar melhor com a dor da perda.

“Três anos se passaram e agora acho que sinto mais amor por ela do que saudade e dor. Sinto-me mais confiante quando chegar a hora de conhecê-la na próxima vida ”, disse Jang.

Embora Jang considerasse a experiência positiva. Tais reuniões dividiam as opiniões das pessoas. O filósofo da Universidade de Sussex, Dr. Blay Whitby, disse ao jornal britânico Daily Mail que esta reunião pode ser preocupante.

“Não sabemos quais podem ser os efeitos psicológicos de” conhecer “um ente querido que partiu. Muitos psicólogos e psiquiatras podem dizer que isso pode não ser bom para a pessoa que está sofrendo. Também me preocupo que as pessoas tenham começado a criar um negócio além disso e a lucrar com a perda de outros ”, disse o Dr. Blay Whitby.

Written by Silvia Cardoso

Professora Silvia, dou aulas no periodo vespertino e escrevo noticias nos sites da rede Maetips. Mãe de dois meninos, Lucas e Renato de 6 e 12 anos. Sejam muito bem vindos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

GIPHY App Key not set. Please check settings