Mãe de gêmeas conta como descobriu na hora do parto que uma delas tinha síndrome de Down e outra não

A história dessa mãe foi compartilhada como forma de inspiração para outras famílias que, descobrem que o filho é especial. Saber que muitas pessoas estão descortinando novos horizontes, onde o amor é o bem maior, independente das diferenças entre os filhos, faz valer a pena cada um contar um pouco da sua história.

Raquel Cimi e o esposo Daniel, chegaram a conclusão que estavam prontos para aumentar a família e a filha Laura ganhar um irmão ou uma irmãzinha. Foi assim que ele entenderam que esse era o momento de terem mais um filho. Só que, ao começar o planejamento, quando foram ao médico para fazer os exames de rotina, Raquel descobriu que já estava grávida e a maior surpresa é a de que seria mãe de gêmeos.

“Fiquei sem reação, não sabia se ria ou chorava. Eu sempre quis uma gestação gemelar, mas pensei como eu daria conta”, disse Raquel.

Quando estava na 12ª semana de gestação, ao fazer o exame de translucência nucal, foi revelado que um bebê estava muito bem, se desenvolvendo sem nenhuma alteração, porém, a irmãzinha apresentou alterações nas medidas, foi então que os pais souberam que uma das filhas teria síndrome de Down.

O resultado do exame deixou a mãe desesperada, a princípio não acreditou que estaria acontecendo com ela, por isso repetiu o exame 2 vezes até se convencer. Ela pensou em fazer o exame de amniocentese, um procedimento invasivo, mas que seria melhor para ver em detalhes o tipo de síndrome do bebê e ter um diagnóstico mais preciso. O médico ouviu a sugestão da paciente, mas desaconselhou pelo risco de ter um aborto espontâneo, pois os índices desse exame são altos.

Para a mãe, saber que uma filha seria saudável e outra não, a  deixou em choque, ela se recusava a aceitar, chegou a ficar deprimida, temia que a bebê não conseguisse resistir, caso tivesse algum comprometimento orgânico. Esse foi o maior medo, por isso ela sofria e não pelas chances, quase certas, de ter síndrome de Down. o Temor era tão grande que Raquel passou um tempo sem ir ao médico, não queria fazer mais exames.

Depois de um tempo, a fisioterapeuta decidiu encarar e faria de tudo pela filha, mesmo que tivesse apenas poucas horas de vida.

No dia do parto tudo correu conforme o previsto, Luiza nasceu primeiro, a mãe viu que era ela a bebê com síndrome de Down, depois foi a vez da irmã nascer, Lívia.

Para cuidar melhor das filhas, Raquel decidiu se afastar do trabalho , deixando para depois.

Hoje a família está muito feliz e com gratidão por ter Luíza, uma menina esperta que ama e é muito amada pelos pais, irmãs e por toda a família.

Resultado de imagem para Mãe de gêmeas descobre na hora do parto que uma delas tinha síndrome de Down e a outra não

Fonte: Crescer especiais

Written by Silvia Cardoso

Professora Silvia, dou aulas no periodo vespertino e escrevo noticias nos sites da rede Maetips. Mãe de dois meninos, Lucas e Renato de 6 e 12 anos. Sejam muito bem vindos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

GIPHY App Key not set. Please check settings