Dor e sofrimento: Ministério do Interior da Ucrânia diz que “há centenas de vítimas em todo o país”

Um triste episódio está sendo escrito na história, o da tensão da guerra entre Rússia e Ucrânia, após autorização do presidente Vladimir Putin, para que tropas russas avançassem em direção à Ucrânia na operação militar que teve início nesta quinta-feira (24/02).

No momento a invasão está em curso. De acordo com os principais jornais, a Ucrânia está sendo alvo de bombardeios seguidos, enquanto o Ministério do Interior da Ucrânia diz que “há centenas de vítimas em todo o país”.

Segundo declarações do presidente russo, Putin, o motivo da ação seria para proteção dos civis de etnia russa que se encontram nas repúblicas separatistas de Donetsk e Lugansk, localizadas na região leste da Ucrânia

Durante o discurso transmitido pela TV, Vladimir Putin, Putin disse que a decicisão tomada para invasão na Ucrânia, se trata de uma ação militar em resposta a sérias ameaças de “genocídio” no leste da Ucrânia, que teriam partido das autoridades de Kiev, e defendeu que diante de um eventual vindas das autoridades de Kiev, defendendo que a responsabilidade por um eventual derramamento de sangue é do “regime” ucraniano.

O presidente da Rússia ainda afirmou que os militares ucranianos deveriam abaixar as armas e desse modo poderiam deixar a zona de combato em segurança, falando como uma promesa, além de dizer que o bjetivo da ação militar não seria de “a ocupação”, mas sim a “desmilitarização” da Ucrânia.

Como alerta, Putin afirmou que se algum país estrangeiro tentar interferir na operação, poderá resultar em “consequências que eles nunca viram”.

Fonte: Notícias do Momento

Written by Silvia Cardoso

Professora Silvia, dou aulas no periodo vespertino e escrevo noticias nos sites da rede Maetips. Mãe de dois meninos, Lucas e Renato de 6 e 12 anos. Sejam muito bem vindos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

GIPHY App Key not set. Please check settings