Bombeiros ‘resgatam’ boneco de rapaz com deficiência intelectual

O Corpo de Bombeiros Voluntários de Joinville (SC), recebeu um chamado incomum na noite do último domingo (23).

Após o chamado os bombeiros de plantão se deslocaram para o local, para resgatar Nico, um boneco que caiu do terceiro andar de um prédio, sobre o telhado da garagem do prédio.

Os bombeiros José Custódio Farias, Pedro Fleith, Heveraldo Barbosa dos Santos e Valdecir Preusser, foram até o local que fica no centro da cidade para ajudar Sérgio da Silva, de 49 anos, e tem uma deficiência intelectual, devido à um problema na hora do parto que causou falta de oxigenação no cérebro, deixando sequelas irreversíveis.

Sérgio tem a mentalidade de uma criança de cerca de 6 anos, e ficou encantado por uma boneca de sua sobrinha, então os pais tiveram a ideia de o boneco que ele batizou de Nico e é seu melhor amigo.

“Ele tem roupinhas e troca todos os dias. O Sérgio leva o boneco para escovar os dentes quando escova os dele e comemora o aniversário do Nico junto com o dele. Ele fica com o Nico o tempo todo, menos quando vai para as aulas na Apae. Daí, ele avisa para o boneco ficar bonzinho e tirar um cochilo enquanto ele está fora”, conta a irmã de Sérgio, Solange da Silva.

A queda do boneco tinha ocorrido no sábado e a família queria tentar pegar sem precisar da ajuda dos bombeiros, mas ele estava impaciente, olhando a janela sem parar.

“Ele ficava indo para a sacada e olhava o boneco lá embaixo, e ficava chorando e conversando com ele. Não sabíamos mais o que fazer, a não ser chamar os bombeiros para ajudar”, conta Cátia.

Ela diz que ligou para a corporação meio sem jeito e acreditando que eles não fossem atender a ‘ocorrência’, mas para a feliz surpresa da família, Jaqueline Gonçalves, compreendeu a situação e registrou a ocorrência mandando uma unidade dos bombeiros para o local.

“Quando nos falaram que estava caído em um telhado, imaginei que era em cima de uma casa. Não entendi nada quando chegamos e era um prédio, até ver onde estava o boneco. Ali tem uma passagem de uns três metros e outra de quatro metros de altura. Depois, tinha o telhado. Subimos para ver onde ele estava, mas não dava para subir no telhado porque não sabíamos como era por baixo, não era um telhado grosso”, conta o bombeiro José Custódio Farias, que atua há quase três décadas no Corpo.

Os bombeiros então tiveram a ideia de içar o boneco, jogando uma corda, laçando o boneco e depois subindo ele.

 “Tentamos pinçá-lo, pensamos em outras ideias, mas nada dava certo. Foi no improviso, não tinha outro jeito de fazer”, recorda Farias.

Enquanto isso, a família ficou passeando de carro com Sérgio para distraí-lo. Ao chegar em casa e ver Nico na cama, chorou muito, emocionando os bombeiros, que ainda estavam lá.

Sérgio finalmente pode abraçar Nico novamente e sua felicidade foi uma grande recompensa aos profissionais.

Na terça-feira (25), os militares voltaram a visitá-lo e ele pôde agradecer novamente pela ajuda. Sérgio prometeu que Nico ficará agora “bem longe das sacadas”.

Essa história foi compartilhada pelo Corpo de Bombeiros Voluntários e viralizou no Facebook, tendo sido compartilhada quase 3 mil vezes. Confira abaixo:

[ATUALIZADA] Na ? noite deste domingo (23.fevereiro) soou o ? alarme na corporação dos Bombeiros Voluntários de…

Posted by Corpo de Bombeiros Voluntários de Joinville on Monday, February 24, 2020

Written by Silvia Cardoso

Professora Silvia, dou aulas no periodo vespertino e escrevo noticias nos sites da rede Maetips. Mãe de dois meninos, Lucas e Renato de 6 e 12 anos. Sejam muito bem vindos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

GIPHY App Key not set. Please check settings