Bebê nasceu sem cérebro, mas sobreviveu. Anos depois um exame mostrou algo que ninguém podia acreditar

A expectativa de uma mãe diante dos primeiros exames de imagem para ver o seu bebê mexe muito com as emoções, muitas vezes é difícil descrever o que a mamãe está sentindo, mas nem sempre a notícia é tão boa como se gostaria. Alguns fetos podem apresentar problemas, deficiência e complicações de saúde.

A mãe do bebê em questão é Shelly Wall, que na gravidez foi informada por seu médico que o bebê tinha um sério problema, na verdade ele provavelmente não iria sobreviver ao nascer, ele tem hidrocefalia e as chances de sobreviver nesses casos não chegam a mais de 2%. No caso do feto, ele certamente não tinha cérebro e sem esse órgão não se tem como viver, pois é um órgão vital.

Shelly ficou muito chocada, mas perseverou e seguiu em frente com a gestação.

Para quem não acredita na fé, essa história é um milagre, pois Noah Wall, o bebê sem cérebro nasceu e para surpresa de toda a equipe médica e também para a ciência em geral, o pequeno bebê superou as expectativas, ainda que longe de ser como um bebê que nasce bem de saúde.

Para quem não teria praticamente nenhuma chance de sobreviver, Noah Wall surpreendentemente, não só resistiu como está superando os desafios das limitações. Hoje o menino com 4 anos de idade está falando, sorrindo e progredindo no desenvolvimento das funções.

Os médicos que acompanharam o caso decidiram fazer novos exames e constataram que o “milagre” inexplicável de fato aconteceu, uma vez que não há na ciência explicação para o que está acontecendo com o pequeno Noah. O cérebro dele está se desenvolvendo.

Esse é um caso único, ele está sendo estudado por várias sociedades científicas e acompanhado pela BBC.

Noah já está com o tamanho do cérebro em 80% do que é considerado apropriado para uma criança da idade dele. O menino canta, fala, se alimenta bem e está sempre muito feliz e sorridente. Por enquanto ele precisa de muletas e cadeira de rodas para se locomover, mas a esperança é que logo que estiver com o tamanho do cérebro 100% ele não precisa mais.

A mãe, Shelly Wall está feliz, realizada e grata por não ter desistido do filho e ter prosseguido com a gestação.

“Rob e eu começamos a chorar quando escutamos a notícia. Foi como um sonho, nunca tínhamos visto nada igual. Inclusive os médicos choraram surpreendidos com o que Noah conseguiu fazer”. – Declarou Shelly Wall.

 

 

Veja o vídeo:

Bebês deixados órfãos após mãe morrer do parto no dia do funeral do pai

Gêmeas nascem com cor da pele diferente e o motivo é surpreendente, veja: