Bebê considerado um ABORTO Sobrevive!

 

A mãe Cheri Price, de 22 anos, deu a luz a Hailie de apenas 23 semanas e seis dias e considerado um aborto sobrevive, tinha apenas 35% de chance de sobrevivência. Dava para ver o cérebro do bebê.

O bebê foi considerado como um aborto, o pulmão sofreu um colapso e ficou sete minutos sem respirar e nasceu com apenas 23 semanas e seis dias.

A mãe conta que ficou chocada quando viu a filha, e que agora é uma criança saudável.
Após o aborto foram 18 dias até a mãe pudesse tocar em sua filha, Hailie pesou 510 gramas e lutou pela vida depois de ter nascido no hospital James Cook em Middlesbrough em 23 de fevereiro do ano passado.

Os recém-nascidos são considerados com chance de vida após 24 semanas, e ainda sim tem apenas 35% de chance de sobrevivência de acordo com o NHS.

A mãe conta que quando Hailie nasceu parecia um alienígena vermelho, ela não pareceu um bebê, estava no estagio de feto, não conseguimos acreditar que ela iria sobreviver.

Cheri começou com as contrações ainda quando estava com 20 semanas, e foi quando ela perdeu o “tampão de muco”, então deu inicio do processo de nascimento, eles moravam em uma ilha, e o hospital não tinha condições de atender seus parto, por se tratar de um aborto tardio, e que eles não tinham instalações para acomodar um recém-nascido com menos de 24 semanas.

.
Então a mãe e o namorado decidiram, viajar para Darlington, Tessid, para estar mais pedro do irmão que lhe ajudaria na assistência para seu outro filho de 11 meses, Jack.

Cheri, ficou por 15 dias indo para o hospital e voltando para casa, até que dia 19 de fevereiro as contrações diminuiram e foram para casa.Porém dia 21 de fevereiro ela retornou ao hospital, o no dia 23 de fevereiro Cheri deu à luz a Hailie no hospital James Cook University em Middlesbrough

Assim que nasceu ela parou de respirar por 7 minutos.Alguns problemas surgiram os olhos dela se fundiram, e pensamos que ela poderia ficar cega, pois a retina não estava se desenvolvendo adequadamente.Ela precisou passar por vários hospitais.

Finalmente em 19 de junho do ano passado, ela foi para casa definitivamente. Hoje Cheri é uma mãe em tempo integral para Hailie, e também de sua filha mais velha Liam Price, de sete anos, que tem TDAH, e disse que ainda planeja ter mais filhos.

Fonte: Mirror

Veja as fotos a seguir:


Qual sua opinião? Escreva abaixo👇

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

É verdade que os pés ficam maiores na gravidez?

Victor, da dupla Victor e Leo, reata oficialmente casamento com Poliana Bagatini hoje Terça-feira (13)