Ajuda urgente: mãe morre durante o parto e família precisa de apoio

Mãe de 28 anos morreu na última sexta-feira (18/3), após ter dado à luz ao seu quinto filho em um parto cesárea de emergência. O pequeno Ravi que veio ao mundo com 8 meses, um bebê prematuro que continua internado na unidade de terapia intensiva ” UTI “, no Hospital de Clínicas de Porto Alegre. 

 

A informação sobre o estado de saúde do bebê, que se encontra em estado grave, foi informada pela irmã, no caso tia do bebê, Maria Fabiane Arnold, ela disse que Lidiane a mãe, não estava bem de saúde  por conta de problemas cardíacos que sofria desde a infância, inclusive, uma vez ela foi submetida a um procedimento cirúrgico.

 

Infelizmente a mãe morreu durante o parto aos 28 anos de idade, e deixa além do pequeno Ravi outros quatro filhos  com as seguintes idades;  três meninas sendo, uma de 2 anos, uma de 8 e a mais velha com 12 além de um menino  de 6 anos e agora o bebê Ravi.

 

Com a morte da mãe do bebê, quem ficará responsável pela criança será a tia  Fabiane, a outra menina de dois anos será adotada pela madrinha, enquanto os três mais velhos, que são as duas meninas de 8, 12 e o menino de 6, ficarão sob os cuidados do pai.

 

“Ele não teria condições de cuidar de duas criancinhas pequenas que precisam de mais cuidados, de mais atenção”, disse a irmã.

 

Natural de dois irmãos, Lidiane estava morando em Sapiranga há cerca de um ano com seu esposo, Antônio Miranda que trabalha na cidade, por isso a família se mudou para lá.

 

Na gestação da filha de dois anos, Lidiane foi diagnosticada como uma gestação de risco, por isso ela também precisou fazer parto cesária para a filha de 2 anos. Segundo a família, os médicos teriam deixado gases dentro dela o que levou a sofrer uma nova cirurgia.

 

De acordo com a irmã de Lidiane, a gravidez do Ravi não foi fácil, a mãe sentia mal estar constantemente devido a problemas cardíacos “Ela ia para o médico, voltava, mandavam ela para casa”.

 

“O marido levou ela para o Hospital de Sapiranga de onde a encaminharam, já meio desfalecida, para Porto Alegre. Lá fizeram a cesárea de emergência assim que chegou”, contou a irmã.

 

Toda ajuda é urgente nesse momento, a família vive em condições muito difíceis.

“Ontem estivemos lá fazendo uma limpeza na casa, para ver a situação em que estavam e é bem triste. Eles não têm roupeiro, não têm lençóis de cama, não têm toalha de banho – tinha uma toalha de banho para todos eles”, desabafou Fabiane.

 

“A gente não está dizendo que precisa de tais coisas, porque eles precisam de praticamente tudo, é uma situação bem delicada mesmo”.

Written by Silvia Cardoso

Professora Silvia, dou aulas no periodo vespertino e escrevo noticias nos sites da rede Maetips. Mãe de dois meninos, Lucas e Renato de 6 e 12 anos. Sejam muito bem vindos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

GIPHY App Key not set. Please check settings