Mãe sentia um cheiro podre em sua filha de 18 meses. Quando ela descobriu o que estava causando o cheiro, ela caiu no choro

Mãe sentia um cheiro podre em sua filha de 18 meses. Quando ela descobriu o que estava causando o cheiro, ela caiu no choro

De acordo com dados publicados pelo Up Social, Katerina Getsevich, a mãe de Accurisa, uma bebê de apenas 18 meses, começou a sentir um cheiro ruim vindo de sua filha. No início, ela pensou que poderia sair apenas com um banho, mas nenhum banho conseguiu tirar o cheiro.

Getsevich esperou por semanas, enquanto o cheiro aumentava, e ela não sabia o que fazer.

Finalmente, depois de não encontrar respostas, ela levou a filha ao médico.

O doutor a examinou e notou que havia algo estranho em seu nariz… O que ele encontrou foi algo incrível: Um pedaço de uma esponja podre que era a responsável por produzir o cheiro. A esponja estava totalmente presa em seu narizinho.

Os únicos outros sintomas

De acordo com o relatado pelo The Sun, a pequena espirrava e estava “congestionada”, como se tivesse um simples resfriado. O que finalmente fez com que sua mãe a levasse ao médico foi que Accurisa começou a ter secreções verdes.

continua após esse anúncio ⤵

Em sua primeira visita ao médico, ela foi diagnosticada com um resfriado e receitaram antibióticos. Apenas após a sua segunda visita, já que os sintomas pioraram, que encontraram a esponja em seu nariz.

“Ela tinha um cheiro podre. Com uma pinça a arrancaram lentamente e perceberam que era realmente uma esponja”, disse sua mãe.

 

Isso pode acontecer com qualquer um de nós

Quando minha filha mais velha tinha aproximadamente a mesma idade de Accurisa ou dois anos, ela enfiou um pequeno doce em cada narina e depois disse: “Olha mamãe, eles cabem no meu nariz”. Quando eu vi o que ela tinha feito, meu coração parou, não sabia como iria retirá-los, era minha primeira filha e tudo é mais trágico quando você é mãe de primeira viagem.

Eu liguei para o pai dela no trabalho e estava prestes a ligar para a emergência, porque eu achava que ela não ia conseguir respirar (obviamente eu não estava pensando, ela continuava respirando pela boca). No final, eu usei uma pinça de sobrancelha para tirar os doces, mas foi um pesadelo, porque quanto mais eu tentava tirá-los, mais eles iam para o fundo do nariz, até que finalmente consegui tirar.

Foi o susto da minha vida.

 

É MAIS COMUM DO QUE PENSAMOS

Esta é uma excelente história que nos ajuda como pais a pensar mais além das possibilidades normais. As crianças são travessas e nessa idade colocam tudo na boca ou nariz.

Se nossos filhos tiverem um problema de saúde que não tem sentido para nós ou até para os médicos, é bom começar a procurar por sinais ou sintomas que NÃO são lógicos. E ter muito cuidado com o que eles têm acesso… Quanto menores forem as coisas que os rodeiam, mais perigoso.

Qual sua opinião? Comente no final ⤵



Comente aqui ⤵

[TheChamp-FB-Comments]

Mãe se emociona ao ver filho autista, que rejeita ser tocado, interagindo com cachorro

Deborah Secco é noiva em festa junina ao lado de Maria Flor e Henri Castelli